Contradição

sábado, 1 de outubro de 2011 22 comentários


































Ardo em contradição
Não sei o que falar
Não sei o que fazer
Eu só queria deixar de sofrer.

O coração no peito já não existe
É só a carcaça permanentemente a chorar
E nem Deus sabe como é triste
um corpo sem alma ter que alimentar.

Alimentar para sobreviver
Sobreviver por quê?
Se morrer é todo o meu desejo
Dentro do próprio viver?

De que adianta viver
de que adianta forçar um sorriso
se você já não está mais comigo?

Mas apesar de sofrido, doído, fodido
com uma força sinistra a apunhalar
meu coração, de amor, está a transbordar

E foi extamente esse amor que me matou
exatamente esse amor que faz
com que eu nem exista, de tanta dor!

Ardo em contradição
não sei o que pensar
não sei o que dizer
eu só queria de tudo poder esquecer.



Texto by Fiesta
Imagem by Nekranea