Canção do nosso amor

sábado, 4 de junho de 2011
Neusa!
Atendendo seu convite, mesmo sabendo que não estou à altura dos outros participantes desse blog, que são excelentes escritores e poetas, deixo abaixo a minha pequena colaboração. Agradeço o convite que muito me honrou.


Eu
Quando estou nos seus braços
Esqueço o cansaço
Só penso em amor

Eu
Quando estou nos seus braços
Me sinto no espaço
Querendo voar

Beijo
Seus lábios e sinto
Meu peito explodindo
De tanta emoção

Seus olhos brilhantes
Tal qual diamantes
Me dizem que sou
Sua grande paixão

Ama-me
Que com você
Eu sou feliz

Deixa-me
O seu amor
Retribuir

Se você
Está feliz como estou
Canta junto
Esta é a canção do nosso amor

Manoel
Visitem o meu blog: Rabiscos do Mané

5 comentários:

{ Guta Schneider } at: 7 de junho de 2011 23:16 disse...

Caro amigo Manoel,

Adorei o poema! Falta encontrar quem entenda de música para fazer uma melodia que combine com ele. Eu o achei tão "musicável" (veja que estou a inventar palavras!) rs.

Parabéns à você e aos amigos que criaram este espaço tão interessante!

Beijos,

Guta

{ Samanta } at: 8 de junho de 2011 19:02 disse...

Olá meu querido amigo !!!

Que lindo poema, muito melodioso e envolvente !!
descreve com beleza estas deliciosas sensações de amar !!
parabéns ! adorei !

Um enorme abraço !!

{ Luisa L. } at: 9 de junho de 2011 07:02 disse...

Manoel, como é bom partilhar a vida e o amor, numa bela canção!

Grande abraço!

{ R.B.Côvo } at: 13 de junho de 2011 15:44 disse...

Estou participando de um concurso literário e preciso de votos. É simples. Se você tiver facebook entre na sua conta e acesse este link:
http://www.conteconnosco.com/trabalho-detalhe.php?id=622

Daí é só logar na página do lado direito no topo "login with facebook" e votar no botão vermelho abaixo da foto. Para ir ao texto vai na categoria escrita, na segunda página. O texto é M. de Ricardo Barbosa.

Conto com sua ajuda!

Pode votar todos os dias até o final de julho, você também concorre a prêmios.

Obrigado!

{ Neusa Fiesta } at: 16 de junho de 2011 13:23 disse...

Manoel, vc iluminou o meu dia com o seu poema!
Maravilhoso! Eu que amo dançar, mas que desde que mudei de Sampa para o RJ, nunca mais frequentei minhas aulas de dança de salão, senti-me uma dama leve, linda, rodopiando num esplêndido salão de baile, sendo conduzida por um magnífico cavalheiro e excelente poeta.
Você é uma pessoa fantástica e eu só sinto não tê-lo convidado antes para participar do Blog, o que serviu para enriquecer esta nossa Sala dos Amigos Escritores! Amei demais; sinceramente, fiquei emocionada! Um grande beijo!

Postar um comentário