Sem Título

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011


Desejo apenas respirar a brisa fresca da manhã
Sentir meu pulmão transbordando a pureza da alma
Parar de pensar nas banalidades dos dias e
Esquecer, à primeira visão  da manhã.

O horizonte escuro,
o barulho desmedido alucinado
das vigas de aço que andam, falam entre si
A conversa rouca dos gases,
O olhar reprimido dos insetos


Desejo imaginar o êxtase, a natureza do prazer
Entoar uma cantinela lúdica

que converse comigo como voz de violino
Plantar uma árvore livre no coração do meu jardim

Cada dia uma nova surpresa
Um diferente caminho quero criar e ser dia após dia

de felicidade infindável crescendo gradualmente
Um simples sorriso, um gesto solidário
Uma caricia sobre os ombros, um abraço apertado
Fiel, sincero, satisfação em compreender
Aprender a escutar, pensar, percepção
Criação e amar.


Texto: Pedro Henrique Bellaver- in memoriam
Imagem: cedida por Clara Bellaver-artista plástica

14 comentários:

{ Deny } at: 6 de janeiro de 2011 11:56 disse...

Belíssima esta criação!

E acredito que nela ele expôs a alma, a sensibilidade e o amor!

=D

{ Kassya Mendonça } at: 6 de janeiro de 2011 12:06 disse...

Fiesta,
que poema lindo, tocante, maravilhosamente delicioso de se se ler! que imagem mais delicada, perfeita para o texto.
Querida parabéns pela sensibilidade de postar e compartilhar algo tão belo!

bjus

{ Gessy Miloch } at: 6 de janeiro de 2011 12:11 disse...

Um desbafo em forma de poema.
Muito lindo!

Abraços

{ CLAUDIA } at: 6 de janeiro de 2011 12:26 disse...

Querida Fiesta!
Amiga que poesia maravilhosa!
Divina e inspiradora,ele é muito especial,só mudou de lado,ainda continua bem vivo,vemos por essa linda poesia...
Escolhi uma parte que retrata a busca dele pela evolução sempre:
Cada dia uma nova surpresa
Um diferente caminho quero criar e ser dia após dia
de felicidade infindável crescendo gradualmente.
Esse crescer que nos faz descobertas,e crescer com calma.
Parabéns a mãe desse lindo Poeta.
Parabéns a ti pela postagem,amei.
Bjos me seu coração com cheirinho de Jasmin.

{ Neusa Fiesta } at: 6 de janeiro de 2011 12:39 disse...

Cacau, a mãe dele me pediu para publicar. Há outros poemas, que quando eu postar vc verá que coisa incrível. Parecia que ele sabia que iria morrer...Parecia que sabia até o jeito que iria morrer...Impressionante!
Obrigada pelo excelente comentário, vc captou a essência do texto. BEIJOSSSSSSSSS

{ Neusa Fiesta } at: 6 de janeiro de 2011 12:40 disse...

Deny e Gessy, obrigada, queridas amigas, pelo carinho! Um grande beijo!

{ Neusa Fiesta } at: 6 de janeiro de 2011 12:42 disse...

Kassya, a imagem é de um quadro que a mãe de meu falecido amigo fez. Ela só descobriu que tinha o dom da pintura, depois que ele se foi...
Incrível, não é mesmo?
Beijos e obrigada por comentar!

{ Jackie Freitas } at: 6 de janeiro de 2011 12:47 disse...

Neusinha, minha Fiesta querida!
Lindo poema, amiga! Acho que apesar de conter uma certa tristeza, um lamento; reflete bem essa busca em encontrarmos prazer nas pequenas e (aparentemente) insignificantes coisas... Tudo isso, somado, resulta em um bem estar único, maior, que transcende nossa alma!
Lindo, querida! Parabéns e obrigada por compartilhar conosco!
Grande beijo,
Jackie

{ Neusa Fiesta } at: 6 de janeiro de 2011 13:13 disse...

Jackie, que bom que você gostou!
Realmente, é um poema bastante intenso, ainda mais se considerarmos que foi escrito por um jovem na flor de seus 20 anos de idade.
Obrigada querida, pelo seu excelente comentário.
Um grande beijo!

{ edilene - amor } at: 6 de janeiro de 2011 15:49 disse...

gostei do
SEM TÍTULO

{ mundo virtual } at: 6 de janeiro de 2011 16:32 disse...

Lindo,muito lindo o poema,emocionante,nada que um dia após outro para a evolução,de uma maneira sem querer as vezes nós alcansamos a evolução sem perceber, passando por momentos díficeis que nos dão uma lição de que o que mais temos de valioso é a vida,que nos foi dada para conseguir a evolução!!!
obrigado por compartilhar conosco !!!!
bjs!!!!

{ Yolanda Hollaender } at: 6 de janeiro de 2011 17:25 disse...

Bonito, amiga Neusa! Um poema escrito com a alma...
Que o autor, do outro lado, tenha encontrado a paz de espírito no diferente caminho, criado em sua imaginação, e que esteja dia após dia usufruindo da felicidade infindável que ele tanto buscava...
Obrigada por compartilhar.
Beijos
Yolanda

{ vidarealdasam } at: 6 de janeiro de 2011 18:32 disse...

Olá querida amiga !!!

Muito bonita a sua iniciativa de compartilhar conosco este belíssimo texto !!! Obrigada !!!
Muito emocionante e envolvente, gostei muito !!!
Um desejo profundo que nos leva à reflexão.
Um super beijo no coração !!!

{ Jucifer } at: 6 de janeiro de 2011 21:19 disse...

ola minha rica fiesta
bem oto em uma fase q choro ate vendo propaganda
de cerveja abstinencia du cão kkkkkk
mas belas sincera palavras perfeitas
acho q tu ja tinha me falado deste seu amigo
bem beijo grande minha rica

Postar um comentário