O que eu queria te dizer

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Eu queria te dizer
Que quando os primeiros raios do sol entram em meu quarto
Meu primeiro pensameto é seu...
Queria te dizer
Que quando ando pelas ruas
Em cada rosto procuro o seu
Imaginando te encontrar ali, inesperadamente...


Queria te dizer
Que em meu dia a todo momento
Me pego pensando em nós
No que falamos e no que silênciamos...

Queria te dizer
Que ao fechar os olhos
Quando o sono me domina
Meu pensamento procura o seu
E adormeço aconchegada a você...


Queria te dizer
Que você não é a razão da minha vida
Mas me deu mais uma razão para viver...

Queria te dizer
Que você não é o ar que respiro
Mas a seu lado este ar é mais puro...

Queria te dizer
Que o eterno, o infinito
São palavras soltas no tempo
Mas que o amor que aprendemos
É nossa mais doce lição...

Queria te dizer
Que o frescor, a paz e a tranquilidade
Existe apenas nos corações libertos...



Queria te dizer
Que haverá o dia
Que olho no olho
Meu corpo será teu
Porque minha alma caminha a seu encontro
Todos os dias....


                                                                                            Valéria Braz

Fonte das fotos: Google

18 comentários:

{ Lucas Neves } at: 26 de janeiro de 2011 15:42 disse...

Linda poesia!
Ah, o amor...! Possibilita-nos viver uma experiência única e dá-nos o impulso para a vida!

Um grande beijo.

{ Kassya Mendonça } at: 26 de janeiro de 2011 15:44 disse...

Valéria,
Lindissimo!
exemplificou perfeitamente o amor que faz o outro ser a essencia de nossa vida.

bjus

{ vidarealdasam } at: 26 de janeiro de 2011 18:02 disse...

Olá bela Valéria !!

Fantástico !! Lindo demais !!!
Enquanto lia fiquei identificando o que sinto e puder ver que você descreveu com beleza e perfeição um amor sereno e verdadeiro, onde a individualidade permanece, mas o conjunto é maravilhosamente delicioso !
Adorei, lógico, como sempre, seu estilo de escrever me encanta !
Mil beijosss

{ carlos roberto } at: 26 de janeiro de 2011 18:26 disse...

Lindo poema!

Parabéns, Valéria!

{ carlos roberto } at: 26 de janeiro de 2011 18:30 disse...

Levei o banner da "Sala" para o Dando Pitacos!

Um abraço...

{ Jackie Freitas } at: 26 de janeiro de 2011 18:34 disse...

Olá Valéria, minha querida!
Lindo poema, como sempre! Acho que você encontrou a forma própria de falar de amor e revelar os sentimentos desse belo coração.
Parabéns!
Grande beijo,
Jackie

{ Principe Encantado } at: 26 de janeiro de 2011 18:40 disse...

Quando amamos são tantas coisas que queremos dizer que até nos perdemos nessa vontade, pois quando juntos ficamos o silencio fala mais alto que as palavras de amor.
Abraços forte

{ Mi reabilite } at: 26 de janeiro de 2011 21:49 disse...

Então deixe de querer e diga!

Adorei! Bjoss
Mi

{ mundo virtual } at: 26 de janeiro de 2011 23:35 disse...

O amor lindo e doce,é o combustível da nossa vida,nos dá força,coragem e contagia nossa alma de felicidade!!!
Quando se ama de verdade diga tudo e coloque em prática seus sentimentos,faça loucuras!!
valeuuuu..
abçs!!!

{ Vera Alvarenga ... } at: 27 de janeiro de 2011 10:09 disse...

"Eu queria te dizer
Que quando os primeiros raios do sol entram em meu quarto
Meu primeiro pensameto é seu...
Que o frescor, a paz e a tranquilidade
Existe apenas nos corações libertos..."

E eu, queria te dizer Valéria que adorei isto!
Gosto muito de seus poemas.
Beijos,Vera.

{ Fernandez } at: 27 de janeiro de 2011 13:51 disse...

Olá Valéria querida!
Lindas palavras minha amiga. Simplesmente tocante. Adorei demais!!!
Beijo no coração, Fernandez.

{ Fatima Zanin } at: 28 de janeiro de 2011 00:44 disse...

Valéria, muito lindo o poema.
Parabéns.
Beijo.

{ Jucifer } at: 28 de janeiro de 2011 07:44 disse...

olá minha coisinha mais coisada
lindo lindo lindo
estou aplaudindo de pé
intenso como toda boa forma de amar
mas confesso que esta intensidade toda
esta integra me assusta e muito

bjim coisinha mais coisada

{ Marcos Airosa } at: 28 de janeiro de 2011 11:46 disse...

Lindo Valéria esta poesia tocou fundo no coração. nem sei o que dizer. Bjos.

{ joselito bortolotto } at: 31 de janeiro de 2011 13:09 disse...

Um dia passa ...ou não.

{ JORNALISMO ANTENADO } at: 31 de janeiro de 2011 23:29 disse...

Como sempre uma lindissima poesia feita por essa minha amiga meiga e sensível.

Seus poemas tocam fundo no coração Val, mais uma vez está de parabéns.

Beijos no coração

Márcia Canêdo

{ R149 3o75s } at: 16 de fevereiro de 2011 21:10 disse...

Simply beautiful.
A "última estrofe" me lembrou
um texto bíblico,I Coríntios, versículo tal, que diz assim: "Agora vemos por espelho,
em enigma, mas então, veremos face a face;
agora conheço em parte,
mas então,
conhecerei como também sou conhecido."

Içço é o Amor,e içço, é Tudo.
Maaaassss,
o problema do bicho homem, tanto da fêmea quanto
do macho,é "pensar" o amor;
acabamos ego-materializando a "Chave da Vida",
(os frutos da Àrvore)
por isso "morremos" e fazemos morrer, o que de fato,
é Eterno.
Quando dizemos "eu te amo",a "galáxia" rodopia...
Saberias tu,a distância e o tempo que içço significa?

{ Luisa L. } at: 16 de fevereiro de 2011 21:54 disse...

Um dia serás livre. Então, com a alma liberta, cantarás este poema, feliz!...
Emocionante querida Valéria.
Beijinhos

Postar um comentário