Dirás

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011



Dirás que não te amei verdadeiramente e o suficiente.
Dirás que meu amor era pouco, era frívolo, era consolo.
Dirás até que não fui competente...

Mesmo que digas inutilmente palavras salafrárias...
Não temerás em dize-las, dirás mesmo que ninguém às escute...
Para que te sintas sensacional e eu uma qualquer, ordinária.

Dirás tudo que quiseres dizer, a toda hora ou instante.

Mas não digas que não tentei de tudo o que estava ao meu alcance.

Rosangela Ataíde


1 comentários:

{ Neusa Fiesta } at: 1 de outubro de 2011 21:44 disse...

Que lindo e intenso, Rosangela. Adorei!

BEIJOSSSSSS

Postar um comentário