AO MEU AMOR

terça-feira, 28 de dezembro de 2010


Você surgiu e me preencheu 
trouxe  luz à minh'alma
tornou a minha essência calma
presente maior que a vida me deu

Você sabe o quanto eu o amo?
Você sabe que sempre o amei?
Não, nem você, nem ninguém
Ninguém sabe...ahhhh..., só eu sei !

Sôo vazia, fútil, inútil
Corroída a minha mente,
presa a você eternamente,
o estranho e grande ausente

Por que me abandonou,
sem  dó ou piedade?
Responda, apareça!
Não me mate de ansiedade!

Nem quero saber se o que fez
foi por puro prazer ou maldade...
O que quero é lhe dizer
é que morro de saudade

Em meus sonhos o vejo
beijo e afago
depois, acordo num alerta
e sinto que morro desperta

Filho meu,
ternura minha...
Meu carinho de artérias
e de nervos,
de solidão e de silêncio

Vem cirandar com sua mãe
e lhe contarei estórias...
Sua canção de ninar
já está traçada dentro de mim;
Suas mãos tem calor de lume
na minha vigília de seu sono.

Em seus cabelos
eu trançarei meus sonhos,
e contarei estrelas
nas asas da nossa noite

Eu traçarei em meu rosto
a sombra de seus dedos,
para viver sua pureza
na rotina dos meus dias

Ahhh ....se você soubesse
meu filho...
Não há mais fé à sua espera,
apenas uma ausência em seu nome.

Melhor será que eu me vá;
continuar sem você, jamais!
Prefiro morrer agora, já
antes que o ame ainda mais!




Texto: Neusa Fiesta
Imagem: linneaborealis

16 comentários:

{ Principe Encantado } at: 28 de dezembro de 2010 19:51 disse...

Muito lindo Fiesta, neste você se superou.
Abraços forte

{ Jackie Freitas } at: 28 de dezembro de 2010 19:59 disse...

Neusinha, minha Fiesta querida!
Amiga, lindo poema! Engraçado que muitas vezes não encontramos palavras para expressarmos, no momento certo, aquilo que sentimos a quem tanto amamos... E, de repente, as palavras saem e enchem essa taça de sentimentos, fazendo com que o amor transborde em sua força e grandeza. Declaração linda, minha querida e fico aqui imaginando o momento desse desabafo... Ficou demais mesmo! Parabéns!
Minha linda, sabe que estou aqui em Macaé, super limitada para entrar e usar internet...rsrs... (exigências de meu marido amado), mas CLARO, não poderia deixar de vir te deixar o meu enorme beijo e desejar-lhe um 2011 cheio de conquistas, realizações, fé, amor, saúde...enfim, tudo de bom que você merece! Cabeça erguida, pronta para a luta, SEMPRE! Mas, lembre-se de vez em quando de repousar as suas armas de guerreira e repousar em sonhos lindos...tá bom?
Grande beijo, amiga! Obrigada pelo carinho de sua nobre amizade!
Jackie

{ Sissym } at: 28 de dezembro de 2010 20:05 disse...

Neusa, percebe-se um grande amor ferido, com saudades, que se entregou, que tudo fez e que sente tambem uma enorme decepção. Desculpa, mas é tão belo e ao mesmo triste. Contudo, os poetas são assim mesmo, transbordam sentimentos de maneira translucidos.

Beijos e parabens!

{ Samanta } at: 28 de dezembro de 2010 20:11 disse...

Olá querida amiga !!!

Belíssimo seu texto !
Transbordando de intensidade, e descrevendo com beleza uma tristeza que consumiu a Alma.
Muito envolvente e emocionante !!
Parabéns e obrigada por nos brindar com esta leitura tão sincera e bonita !
Um super beijo !

{ fábio siebra } at: 28 de dezembro de 2010 20:32 disse...

Querida Amiga Neusa,

Há minha querida,muito linda.
Essas frases miúdas e de tanta intencidade fico aqui a vagar naquela saudade que me toma nessa hora. Posso chorar enxugar meu pranto pois sei que você estará naquele canto chamado coração.

Ao ler esse poema me veio essas palavras.
Olha o que você me fez ? Estou contagiado.

Um Abraço

{ Kassya Mendonça } at: 28 de dezembro de 2010 22:27 disse...

Neusa,
minha querida irmã que Deus me deu!
que coisa mais linda este poema que escreveu.
Triste mais lindo!
Profundo e apaixonado, transmite a angustia nas palavras, mas também lá no fundo uma pontinha de esperança.

Bjus

{ Deny } at: 29 de dezembro de 2010 02:51 disse...

Ain amiga!

Que emoções loucas!

Sou fã de todas elas!

Admiro.

Sinto.

Vivo!

Deu um show!

E eu bem que me surpreendi com uma Neusa Poetisa!

=D

{ CLAUDIA } at: 29 de dezembro de 2010 10:07 disse...

Amiga querida e Estilosa Fiesta.
Minha linda,que máximo sua poesia e intensa cheia de sentimentos,sabe amiga já senti todos esses sentimentos como um vulcão em erupção,todos reunidos em um só,numa imensa montanha russa,quando fiquei longe dos que eu amava,por forças maiores da vida,mas quando deixei o tempo ser meu amigo,e o silêncio foi meu aliado,quando eu os aceitei como aliados e não como meus inimigos,comecei a vencer cada obstaculo,um por um,sem chances de ninguém novamente me surpreender.
Amei sua poesia,que é uma grande verdade,emociona profundamente e traça um perfil dos que amam profundamente.
Parabéns amiga.
Que seu romper de Ano seja uma renovação em suas Esperanças e seus Sentimentos,confie sempre,mesmo que tudo te mostre ao contrário.
Muita Luz e Amor em sua vida e dos que te cercam.
Adoro você e sou sua fã.
Bjos em seu coração cm cheirinho de Jasmin.

{ Paulo Tamburro } at: 30 de dezembro de 2010 00:15 disse...

OLÁ NEUSA

SOU SEU MAIS NOVO SEGUIDOR.

POEMA, ABSOLUTAMENTE IMPECÁVEL E SEM DÚVIDA NENHUMA PODERIA ESTAR PUBLICADO EM QUALQUER LIVRO SEU OU EM COLÊTÂNIA DE POETAS.

PARABÉNS PELO BLOG.

UM FELIZ 2011.

COMBINADO?

BEM, DEPOIS DO NATAL E ANTES QUE 2011 CHEGUE, ESTOU CONVIDANDO VOCÊ PARA UMA REFLEXÃO NO MEU BLOG DE HUMOR : “HUMOR EM TEXTO”

A NOVA CRÔNICA DE HUMOR DESTA SEMANA É : “TIRIRICA R$26.000,00. APOSENTADOS, R$ TITICA,00.”

VENHA CONFERIR E DEIXE SEU COMENTÁRIO.

O BLOG “ HUMOR EM TEXTO “ É DE HUMOR...E DE GRAÇA !

UM ABRAÇÃO CARIOCA.

{ O bEM viVER } at: 30 de dezembro de 2010 16:05 disse...

Uau!!!

Que lindo!!!E que amor maternal.
Olha, meu filho está longe, sinto uma saudade.
Demais esse poema.

Bj

Lena.

{ Neusa Fiesta } at: 4 de janeiro de 2011 14:23 disse...

Príncipe Encantado, Fabio, Paulo----
Jackie, Kassya, Samanta, Deny, Lena, Claudia, Sissym----:
a todos vocês, o meu muitíssimo obrigada pelo carinho; sinto-me lisonjeada com os comentário gentis que fizeram.
Um grande beijo a todos!

{ Assi Sales } at: 5 de janeiro de 2011 06:12 disse...

Há realidade nisto, ou é só uma divagação poética (Todo poeta é louco)? É profunda. Chega a "sangrar". Mais uma sua nuance intelectual que desnudas ao público (e a mim). Parabéns!
Não sou muito chegado à subjetividade da linguagem poética, embora às vezes enverede por ela (imagine o teor! Rsrsrs).

{ Neusa Fiesta } at: 5 de janeiro de 2011 11:34 disse...

Assi: eu sou uma pessoa tão sincera, tão verdadeira, que até para utilizar-me de uma divagação, ainda que fosse um recurso poético, ficaria difícil , para mim. Infelizmente, é a mais pura verdade...
Obrigada pelo comentário; espero que tenha gostado. BEIJOSSSSSSSSSSSSSSSS

{ Yolanda Hollaender } at: 8 de janeiro de 2011 09:17 disse...

Adorável amiga Neusa, sempre me surpreendendo...
Emocionei-me com seu poema porque me fez lembrar de minha mãe, quando do passamento de meu irmão, aos 19 anos de idade. Ele era lindo, saudável e muito divertido. Uma fatalidade num acidente de carro o levou...
Vivenciamos momentos de dor, ausência, saudade, resignação... Mas ficou o amor, isso é o que nos conforta...
Meu carinho,
Yolanda

{ Neusa Fiesta } at: 10 de janeiro de 2011 11:40 disse...

Querida Yolanda,
Obrigada, amiga, por seu comentário carinhoso.
Sinto muitíssimo pelo seu irmão; a dor da perda é algo exasperante, não há palavras que possam expressá-la. Fica mesmo, só a saudade.
Um grande beijo!

{ Rosangela } at: 31 de agosto de 2011 00:33 disse...

Neusa... Triste! Vc precisa de motivação, relacionamento, vida amiga Neusa! A poesia é linda sim, mas não trate a morte como solução para nossas agruras. Isso é fuga. E mais, é tortura para seu filho. Cuidado com o que pensa e deseja amiga e cuidado para não causar danos emocionais aos seus queridos. Olha o meu exemplo. Te amo viu, levanta esta cabeça! Peça força a Deus! Estava sem internet, mas estou aqui, viu? Bj grande.

Postar um comentário