O Grito!

sábado, 6 de novembro de 2010



Repousa contido 
no meu peito,
quase que sufocado 
entre minhas mazelas.
Enriquecido, 
por tantos escárnios...
Ele o guardião de tantas dores!
Segue comigo, 
em noites de horrores...
Sendo refém do silêncio!

Rosangela Ataíde

Imagem: Trugh her eyes


4 comentários:

{ Josy Nunes } at: 6 de novembro de 2010 19:12 disse...

Oi,
Rosangela,
parabéns. Lindo verso
Bjos

{ Samanta } at: 6 de novembro de 2010 22:42 disse...

Olá Rosangela querida !!!!!!

Que profundo este verso !!
Simples, objetivo, mas visceral.
Me identifico com textos assim, e apesar de trazer um "q" do nosso íntimo obscuro e escondido, ficou muito bonito !!

Grande beijoooo

{ brazblog } at: 7 de novembro de 2010 02:18 disse...

Pequeno no tamanho, mas grande no conteúdo, como diz a frase: é nos pequenos frascos que encontramos os grandes perfumes.

{ carlos roberto } at: 7 de novembro de 2010 22:36 disse...

Concordo com o Braz: "Pequeno no tamanho, mas grande no conteúdo". Parabéns, Rosangela!

Um grande abraço...

Postar um comentário