Retalhos Coloridos

sexta-feira, 1 de outubro de 2010
1-E os raios ainda cálidos da tarde, nos dá o tom, com a certeza de daqui a pouco se fará escuro.  Arde nas entranhas, um capricho bom, um desejo incontido: essa vontade de permanecermos aqui, sentados, observando tamanha beleza!..
...entretidos, entre tantos, passamos a entrever futuros...

2-Os corações se aquecem com essa melodia que ouço, preenchida pela voz eloquente de Norah.
Aquilo que desenhas com letras grafitadas, mostra um esboço que tento decifrar, com certeza, numa noite encantada sem grilos...
Para virar a mesa, procuro a senha na aquarela com que distribuis a cor e torço encontrar algo no escuro...
Mais que isso:
Selar um compromisso de derrubar os muros, um desejo de abrir a janela, de par em par, escancancarar...

3-"Todo abismo é navegável a barquinhos de papel"... 
Paro para observar: a leveza das palavras de Rosa conseguem inventar barquinhos e sonhos etéreos. Solitários e depois solidários, por isso superiores aos eventos e inventos da natureza. Sobrevivem aqueles barcos que permanecem, e aprendem o desenho das ondas. Acabam por encontrar portos seguros. Materializam-se também os sonhos tecidos em dor e Amor. 
Guimarães Rosa complementaria: "De sofrer e amar, a gente não se desfaz."

4-"Presenças, solidões que vão tecendo a vida, beleza perseguida a cada hora, para que não baixe o pó de um cotidiano: desencanto, beleza, entendimento, semelhanças... perseguidos a cada segundo, eu diria..."
Vejo, Menina, mistério em cada palavra tua. E sentimentos encriptados, também.  Ainda os decifrarei contigo, meu bem, saboreando um vinho amadurecido...

5-A poesia é nobre, sem medida. E a alma é sua casa. Água torrencial ou chuva fina, é vento é lenha, é brasa, é vida..
Embora às vezes tenha, prescinde de métrica. Embora às vezes esbanje, dispensa rima.

6-Existem teorias de que o mundo surgiu de caldo caótico. É preciso desmantelar as estruturas para uma nova criação, sim. Um mundo novo surge do desconhecido. Mas, ainda, é mundo!
Autor: Expedito Gonçalves Dias (Profex)-Postado também no Blog do Profex
(Escrito em Varginha-MG, em 01-10-2010, 22:00h)
(Crédito da imagem: artecharleschaim.blogspot.com)

5 comentários:

{ Malu } at: 1 de outubro de 2010 22:55 disse...

Deixei meu comentário por lá e deixo aqui meus parabéns pela sua participação neste espaço tão bonito e cheio de emoção.
Beijinhos, Menino

{ Marcos Airosa } at: 1 de outubro de 2010 23:25 disse...

Excelente meu amigo, gostei muito, parabéns por sua participação neste blog.

{ BLOG DO PROFEX } at: 2 de outubro de 2010 00:40 disse...

MALU >>> Obrigado, Malu! O espaço dos novos amigos é realmente maravilhoso! Beijos, Menina...

MARCOS AIROSA >>> Marcos, eu é que agradeço pelo convite! Quero honrar minha participação e contribuir para que este espaço seja cada vez mais agradável. Grande Abraço!

{ Della } at: 3 de outubro de 2010 13:18 disse...

Expedito! BELÍSSIMO TRABALHO!!! sabe quem você me lembrou? A moça tecelã, teceu belamente uma colcha de cores diversas, porém harmoniosa. Adorei! Abraços.

{ Neusa Fiesta } at: 3 de outubro de 2010 13:50 disse...

Caro Expedito:
Maravilhoso texto! Simples, assim.
Dizer mais o quê a respeito de alguém que carrega um Gonçalves Dias no próprio nome???????
Grande abraço e seja bem-vindo à Sala!

Postar um comentário