Só viver...

sexta-feira, 17 de setembro de 2010




Ontem

Caminhando sobre as plantas mortas sob o asfalto,
percebi que morto também está meu coração;
que todos os sentimentos foram em vão.
O ar da manhã de sol não existe mais.
A lua brilha à toa no coração da noite
e se encontra com o sol no desencontro da manhã.

Hoje

Descobri que nosso orgasmo
é tão belo quanto o nascer do sol em meio mar.
Que ser feliz é te buscar no fundo de minh'alma
e te fazer florir entre as meninas dos meus olhos.

Amanhã

Ficarão meus poemas mortos
no fundo dos meus sentimentos
que morreram por falta de amor.

Sempre

É uma dor que me enlouquece.
Um desejo de paz, uma esperança,
macia como sonho de criança.
Ser ignorante;
saber de tudo sem saber de nada;
poder brincar com o sol da manhã
e adormecer no colo da lua.
Amar sem medo,
correr sem medo,
viver sem medo.
Só viver...




Texto: Neusa Fiesta
Imagem: Cedida por J.B. Pires

12 comentários:

{ vidarealdasam } at: 17 de setembro de 2010 19:08 disse...

Lindíssimo Poema Neusa !
Intenso, forte e inspirador !
Adorei !
Um enorme beijo e um excelente final de semana pra ti !

{ Jackie Freitas } at: 17 de setembro de 2010 19:14 disse...

Olá Neusinha querida!
Ah, aí sim! Adoro a sua poesia! Para mim, você passa uma alegria, um encanto tão grande! Não sei te explicar, mas tuas palavras são fortes...e eu gosto disso, amiga!
Prefiro ver-te em versos do que na prosa política...rsrs
Parabéns! Ficou um espetáculo!
Grande beijo,
Jackie

{ Arte e Café } at: 17 de setembro de 2010 19:42 disse...

Neusa.
Maravilhoso.
Quando os poemas mortos revelam toda a sensibilidade, do poeta que neles vivem!
Bjos
Alba

{ Jucifer } at: 17 de setembro de 2010 19:51 disse...

amar sem medo
correr sem medo
viver sem medo
pra q medo né kkkkkkkkkk
guria lindia
maravilhoso poema
divino so poderia vir grandes palavras
de uma pessoa como tu

bjim grande Fiesta
q é pura festaaaa!!!

{ Marcos Airosa } at: 17 de setembro de 2010 20:35 disse...

Neuza, eu estou em choque de tão bonito e intenso seu poema, vc se superou, feliz do mortal digno de seu amor, meus parabéns vc é demais.

{ Dú Pirollo } at: 17 de setembro de 2010 20:37 disse...

Minha querida amiga Neusa, boa noite!!!
Que maravilha de poema, minha amiga!!! Simplesmente maravilhoso!!! Já estava com saudade de suas poesias!!!
Que bela maneira de retratar a vida no tempo... ontem já se foi... hoje é o que importa... amanhã não sabemos como será, mas o hoje estará apenas na lembrança... portanto, vamos viver o hoje com muita intensidade e amor.
Parabéns pelo excelente poema, adorei!!!
Grande abraço e muita paz, minha amiga!!!

{ Professora Ismaelita } at: 17 de setembro de 2010 22:31 disse...

lindo poema parabéns ..amar sem medo é amar ..so amar,a paz

{ Yolanda Hollaender } at: 17 de setembro de 2010 23:08 disse...

Simplesmente viver um dia de cada vez...
Encantada com o poema, Neusa!
Chamou-me a atenção a suavidade e meiguice na tua composição... Bonito!
Meu afetuoso abraço,
Yolanda

{ Neusa Fiesta } at: 18 de setembro de 2010 01:09 disse...

Agradeço profundamente a todos vocês, meus amigos, que leram, comentaram e, agradeço principalmente, pelo carinho aqui demonstrado; sinto-me feliz e bastante lisonjeada.
Um grande e afetuoso abraço a todos!

{ Gessy Miloch } at: 18 de setembro de 2010 16:39 disse...

Caríssima, a poesia é a tradução do estado de espirito de quem as escreve, logo, os poetas são seres iluminados e extremamente sensíveis e criam essa maravilhas que temos o prazer de ler.
Adorei seu post.

Um grande abraço

Gessy

{ LISON } at: 19 de setembro de 2010 17:25 disse...

Que Post Fantástico!
Amiga Neusa:
Um Poema repleto de beleza, absolutamente reflexivo e inspirador!
Contagiou. Mexeu. Valeu.
Parabéns por mais um magnífico Post!
Abraços,
LISON COSTA.

{ MENINA FRATELLI- Della Coelho } at: 18 de outubro de 2011 06:53 disse...

Lindo, Amiga, como sempre!! Bjo enorme

Postar um comentário