NO SILÊNCIO

domingo, 29 de agosto de 2010


Pena! Tão longe estar não podias!
Musa, canta o que posso fazer eu
para aquecer o que anoiteceu
ao sentir-te longe noites e dias.

“Parece desejar essas distâncias”
-diz a Razão ao Amor que prometeu
respeitar as razões que emudeceu
a voz que mostrava que a mim sorrias.

Razão?! A pena exibia-me sagrada
no sorver-te em busca de Amor
acrescendo na ilusão sonhada

hoje paixão debelada na dor!
O silêncio faz-me isolada
em um sonho sombrio... sem voz... sem cor.


Poema de Della Coelho
Imagem: google.com 

2 comentários:

{ Neusa Fiesta } at: 29 de agosto de 2010 17:14 disse...

Della, vc é excelente artista!
Adoro seus poemas;
um mais lindo que o outro!
Parabéns e um grande beijo!

{ Della } at: 29 de agosto de 2010 21:27 disse...

Muito obrigada, Neusa!
Fico feliz pelo seu comentário, eu também estou amando o seu trabalho.
Beijos.

Postar um comentário